Posted on

Café em grãos: Onde comprar

Quando o café é uma paixão, qualquer desculpa serve para provarmos uma boa xícara. Em especial quando o café em grãos é moído na hora, proporcionando uma experiência (blend) ainda mais aromática e saborosa.

Pode ser que o inverno nos inspire a consumir mais xícaras de café e isso é ótimo. Ou talvez seja apenas mais uma desculpa, afinal apaixonados por café como nós bebem tanto quanto no verão. De qualquer forma, à medida que consumimos o produto, vamos refinando nosso apreço e descobrindo mais nuances da bebida. Nada se compara ao café em grãos moído na hora, servido bem quentinho.

A primeira vantagem de consumir café em grãos é o sabor. O blend se revela de forma delicada a princípio e vai ficando encorpado, mas não queimado, conforme degustamos. Notas cítricas, ou frutadas, amadeiradas. Brincamos de investigadores do sabor. E o retrogosto? Principal diferença entre os cafés convencionais comprados em pó em grandes mercados e magazines.

Café Tradicional x Café Gourmet (Especial)

Aliás, é por isso que as grandes cadeias comerciais também passaram a comercializar café em grãos. Pois, com a facilidade dos moedores caseiros, o grande varejo percebeu que estava deixando de lado uma fatia interessante do mercado consumidor de café. Ainda que nem todos os lugares ofereçam cafés especiais. Ainda.

De acordo com a ABIC – Associação Brasileira da Indústria do Café – 9 entre 10 brasileiros acima de 15 anos consomem café. O consumo doméstico é de 90% do café tradicional, ou seja, em pó e sem grandes preocupações com blend, contendo, além do grão, quem sabe?? outros insumos durante o processo de moagem.

Contudo, os cafés especiais ou gourmets seguem como grande aposta de vários players do mercado. Desde 2016, o lançamento de grandes marcas em café em grãos e em produtos Premium tem colaborado para o crescimento do mercado, que gira em 10% a cada ano (Pesquisa ABIC/ Café Premium no Brasil). Entretanto, são os produtores menores que têm se destacado, pois ofertam produtos realmente exclusivos.

Leia também: Café em grãos ou moído: definindo preferências

Entre os cafés especiais, além do blend diferenciado, outras preocupações ganham espaço, já que somente o produtor em menor escala pode se ater. Desde o plantio do tipo de grão (Bourbon, Catuaí, entre outros), ao cuidado na torrefação e moagem. Tudo importa e interfere no sabor final.

E onde compro café em grãos gourmet ou especiais?

Embora haja alguma variedade de oferta de café em grãos nos supermercados, especialmente nas regiões metropolitanas, e também na internet através de e-commerce especializados, o melhor local de compra são as cafeterias ou diretamente com os produtores, como a Supremo Arábica.

Isso porque as cafeterias e os produtores são especialistas no assunto! E já que estamos falando de produtos de uma categoria diferenciada, isso não significa necessariamente que eles sejam muito mais caros, o mais adequado é conversar e comprar de quem realmente entende do assunto.

É importante dizer que aquele mito de que o café bom brasileiro só é exportado ficou no passado. Assim como o mercado de vinhos já se estabeleceu mundialmente, atendendo desde o consumo popular até os gostos mais exigentes, o mercado do café está seguindo o mesmo caminho. No Brasil e no mundo.

E já que o nosso país é o principal produtor mundial da mercadoria, é até estratégico que os cafés especiais passem primeiro por uma aprovação local antes de cruzar os limites geopolíticos. Aliás, uma dica: Café em grãos tem validade maior do que o em pó quando armazenado adequadamente.

Preparando o café em grãos

Baristas recomendam que sempre é preferível comprar café em grãos e moer em casa, no equipamento adequado. O moinho manual, por exemplo, é muito procurado para uso caseiro, mas pelo tamanho compacto, também é perfeito para ser utilizado em diversos locais, como no trabalho ou até em viagens.

Entre seus benefícios estão o preço e a uniformidade na moagem do grão, além da facilidade: basta montar a máquina, colocar o café no compartimento indicado e girar a manivela para moer os grãos. Dentre os diversos produtos que a Supremo Arábica oferece, o moinho manual é um deles.

Mas, se você não tiver moedor, os especialistas indicam que recorra à cafeteria onde comprou o grão e peça para o barista prepará-lo.

Contudo, na internet há quem dê dicas de moer com o liquidificador. Não é o ideal, certamente, mas ajuda quem está começando a se deliciar no universo coffee lover.

Em linhas gerais:

– Não moa o pacote todo de uma vez. O ideal é moer somente o que for consumir.

– O café em grãos preserva os atributos e nutrientes melhor em grãos do que moído.

Moer no liquidificador:

– Faça uma boa higienização do copo do liquidificador para o café não absorver os odores ou gostos dos alimentos processados anteriormente;

– Despeje no copo do liquidificador apenas a quantidade que deseja moer ou até cerca de 2 xícaras de chá do grão. Se quiser moer uma quantidade maior, fracione em pequenas porções;

– Bata por 15 segundos e pause. Agite o copo do liquidificador para ajeitar os grãos e possibilitar uma moagem mais uniforme. Bata novamente. O processo deve ser repetido até que todo o produto esteja com a moagem desejada.

Café em grãos moído, e agora?

O café recém moído deve estar perfumando a sua casa ou estabelecimento nesse momento. Que delícia! Portanto, hora de fazer a nossa bebida preferida. Esse processo pode ser feito através da filtragem, percolação, prensagem ou pressão, e cada método vai extrair um sabor diferente do grão.

Filtragem:

                – Processo tradicional, realizado através de filtros de papel ou pano. Esse método tem se aprimorado, a exemplo do Hario V60, queridinho dos coffee lovers e que pode ser encontrado entre os produtos da Supremo Arábica. Ele consiste no preparo do café coado, mas é muito mais do que isso. Seu porta-filtro contém linhas em espiral internamente, o que expande o café durante a coagem, além de oferecer uma abertura grande na saída, que ajuda a controlar a velocidade do processo. O resultado: uma bebida limpa, sem aquele pó indesejado.

Percolação:

– Ou também conhecido como café italiano, onde um equipamento é posicionado na boca do fogão e a água que está na parte de baixo da cafeteira entra em ebulição, pressionando o café moído, resultando na bebida quente na parte superior.

Prensagem:

– Ou conhecido também como prensa francesa, que extrai o café por inteiro, oferecendo uma consistência mais densa. Em um recipiente de vidro se coloca o café moído, de preferência um mais grosso, misturado com água quente. Deixe descansar por alguns segundos e introduza o filtro pressionando o êmbolo, que irá separar o pó do café da bebida. Esse processo não utiliza filtros de papel ou energia elétrica, se mostrando bem simples, econômico e prático, mas sem perder a essência do produto: um café ainda com seus óleos e sedimentos naturais.

Pressão:

– O tradicional café expresso. Neste caso, o café é moído na hora e acondicionado num filtro que sofre uma pressão de água a 90ºC, com a força de 9kg/15kg por aproximadamente 30 segundos, resultando numa bebida cremosa e extremamente aromática.

Existe certo ou errado no consumo de café em grãos?

O consumo errado do café é deixar de toma-lo. Nada é mais dolorido para um coffee lover do que encontrar no armário um produto com validade vencida ou embolorado – o que acontece se tiver contato com umidade por tempo demasiado. Desta forma, o café em grãos é a melhor pedida, pois dependendo do produto e das condições de armazenagem, ele pode durar uns bons meses.

Um apreciador de café gosta de novidades em termos de sabor, cor e aroma. Caso queira fazer bonito e agradar uma pessoa especial, presenteie com café em grãos, pois é a melhor e mais fácil forma de acertar.

Se tiver alguma dúvida quanto aos produtos da Supremo Arábica, entre em contato conosco. Teremos imenso prazer em atender você.